Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Policial é preso em flagrante ao vender drogas para guarda municipal no Recife, diz PM

07/05/2019

/ por casinhas agreste
Com o militar, foram apreendidas pistola, munições e maconha. Contra o guarda, foi lavrado um TCO pelo ocorrido no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste da capital, nesta terça (7).
Por G1 PE
Pistola, revólver, munições, maconha, celulares e balança de precisão foram apreendidas no Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp


Um soldado da Polícia Militar (PM) e um guarda municipal do Recife foram presos em flagrante com maconha e armas no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste da capital. Segundo o 13º Batalhão da PM, a dupla foi detida nesta terça (7) durante rondas de rotina na Rua Francisco Cortez, onde o policial foi flagrado vendendo drogas ao guarda municipal.

De acordo com a Polícia Civil, o policial Philippe Mendes Ribeiro, de 31 anos, foi preso por tráfico de entorpecentes e posse ilegal de arma e, contra o guarda municipal Carlos Alves de Figueirôa, de 29 anos, foi lavrado um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO).

A Polícia Militar informou que a dupla aparentou nervosismo no momento da abordagem e o soldado se identificou como policial, tentando despistar o efetivo. Durante a revista, foi encontrada uma quantidade não divulgada de maconha com o policial, além de uma pistola calibre .40, que pertence à PM, com 17 munições.

Homens foram levados à Central de Plantões da Capital (Ceplanc), na Zona Norte do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo Homens foram levados à Central de Plantões da Capital (Ceplanc), na Zona Norte do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo
Homens foram levados à Central de Plantões da Capital (Ceplanc), na Zona Norte do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Questionado pela PM sobre a origem da maconha, o militar disse que possuía outra quantidade da droga no apartamento onde mora. Na residência, foram apreendidos um revólver sem registro, seis munições, uma balança de precisão, três celulares e outra quantidade de maconha. Ao todo, foram encontradas 296 gramas do entorpecente.


O caso foi levado à Central de Plantões da Capital (Ceplanc), no bairro de Campo Grande, na Zona Norte do Recife. Segundo a PM, além da ação penal, o policial deve responder a um processo administrativo na corporação. As penas vão desde advertência até expulsão, respeitando o direito de defesa.

Por meio de nota, a PM informou que "jamais vai tolerar comportamento inadequado" e que "a resposta a qualquer desvio de conduta será sempre pautada pelo rigor da lei, em respeito à sociedade e à maioria dos seus policiais".

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados