Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Sisu 2019 abre inscrições; veja onde estão as vagas em Pernambuco

22/01/2019

/ por casinhas agreste
Com a nota do Enem 2018, os candidatos podem concorrer às vagas do Sistema de Seleção Unificada
Notícia Vídeo

Candidatos já podem se inscrever pela plataforma. Foto: Marcos Santos/USP Imagens.
Com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 em mãos, os candidatos já podem se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições na plataforma começaram nesta terça-feira (22). O sistema do Ministério da Educação (MEC) permite que os estudantes informem duas opções de curso superior. É por meio do Sisu que os participantes do Enem podem pleitear uma vaga nas instituições de ensino. O sistema substituiu os antigos vestibulares feitos individualmente por universidade e oferece, para o primeiro semestre de 2019, um total de 235.476 vagas de 129 instituições públicas de todo o país.

Entre as universidades e institutos federais do estado, 15.094 vagas são oferecidas. Dessas, 14.284 são disponibilizadas em solo pernambucano, já que das 1.610 vagas ofertadas no sistema pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), apenas 800 são nos campi de Petrolina e Salgueiro. As demais são oferecidas nas unidades da Bahia e do Piauí. Pelo site do Sisu, os candidatos podem, antes mesmo do início das inscrições, consultar de forma detalhada as vagas por curso, instituição ou município.

As inscrições no Sisu vão até as 23h59 desta sexta-feira (25). Só podem concorrer a uma das vagas oferecidas estudantes que participaram dos dois dias do Enem 2018, ou seja, que compareceram às provas nos dias 4 e 11 de novembro do ano passado. Outra exigência é não ter zerado a prova de redação do exame. Nesta edição do Enem, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 112.559 candidatos zeraram a prova.

Confira onde estão as vagas em Pernambuco:


Diariamente, durante o período de inscrição, o sistema se encerra e abre na manhã seguinte mostrando a classificação dos candidatos aos cursos pretendidos. Com isso, o candidato consegue monitorar as notas de corte e ver se a sua nota é suficiente para ingressar naquela opção escolhida. Ele tem até o último dia da inscrição para mudar as escolhas. No entanto, antes de fazer as escolhas pela nota de corte, o estudante deve avaliar os cursos que realmente querem fazer e as universidades que realmente cursariam, levando em conta distância da instituição e se pode se mudar para outro estado para estudar, por exemplo. Os que conseguirem a vaga devem se matricular na instituição entre os dias 30 de janeiro e 4 de fevereiro.



Lista de espera

Até o ano passado, os candidatos a uma vaga no ensino superior podiam escolher duas opções de curso e desistir da segunda opção para ficar na lista de espera da primeira. Para 2019, essa regra mudou. Os estudantes que, a partir desta terça, forem se inscrever no Sisu devem estar atento a essa mudança e analisar com cuidado as duas opções que vai colocar no sistema.

Na edição deste ano, haverá uma chamada regular. O estudante selecionado em uma das opções de curso desta chamada não pode participar da lista de espera. Porém, se não for selecionado, pode ficar na lista de espera de apenas uma das opções de curso. De acordo com o cronograma do Enem, o resultado da chamada regular do Sisu sai no dia 28 de janeiro. Entre essa data e 4 de fevereiro, os estudantes podem participar da lista de espera.O resultado da lista sai em 7 de fevereiro.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o objetivo da mudança na lista de espera é permitir “maior liberdade de escolha para os estudantes não selecionados na chamada regular dos processos seletivos do Sisu”. Espera-se, com a medida, diminuir o tempo de convocação dos remanejamentos para que todos os aprovados estejam matriculados antes do início das aulas. A modificação pode ainda ajudar a diminuir a ociosidade de vagas. As listas de espera são enviadas pelo sistema às instituições participantes, que divulgam as novas chamadas em seus respectivos canais de comunicação.

A mudança atendeu a um pedido das próprias instituições de ensino superior. Preocupados com o prazo de 15 dias para a lista de espera, membros do Colégio de Pró-reitores de Graduação das Instituições Federais (Cograd) solicitaram a redução no tempo para que todos os alunos estivessem matriculados quando as aulas começassem. Na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o início das aulas está programado para 18 de fevereiro. No dia 25 do mesmo mês, começam as aulas da Universidade de Pernambuco (UPE).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados