Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

FORTALECIMENTO: Paulo Câmara diz que é ‘fake News’ fim de delegacias de combate à corrupção


Alvo de críticas pela extinção de duas delegacias especializadas para englobá-las no novo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), o governador Paulo Câmara (PSB) usou o Facebook nesta quinta-feira (1º) para dizer que é ‘fake’ a informação de que a medida poderá afetar as investigações de casos de corrupção. Segundo a publicação na rede social do socialista, a nova estrutura dará mais “musculatura” à Polícia Civil “para detectar, em maior volume e eficiência, práticas criminosas, rastrear o caminho do dinheiro e recuperar os ativos aos cofres públicos”.

“Hoje, com a estrutura existente, são 21 policiais atuando. Com a implantação do Draco, a partir de janeiro, serão mais de 100 profissionais voltados ao combate ao crime organizado e aos casos de desvios de dinheiro público”, defendeu o governador. “A Polícia Civil será ainda mais rigorosa com a corrupção e o crime organizado”.

Com apenas quatro votos contrários, o plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe) aprovou, na última terça-feira (30), o projeto de lei para alterar a estrutura organizacional da Polícia Civil, extinguindo as delegacias de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) e de Crimes contra a Propriedade Imaterial (Deprim).

A votação aconteceu sob protestos. Representantes da Polícia Civil se manifestaram contra o fechamento da Decasp. “Nós não queremos que a Decasp seja extinta. A Decasp é uma delegacia eficiente que vem realizando um bom trabalho, a população aprova o trabalho e aplaude porque ela está recuperando recursos que é do povo”, disse Francisco Rodrigues, presidente da Adeppe (Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco). Segundo o Fórum Permanente de Combate à Corrupção no Estado de Pernambuco (Focco-PE) o projeto de lei, “contraria o interesse público, na medida em que enfraquece o combate à corrupção no Estado”.

Para Isaltino Nascimento (PSB), líder do Governo, o fortalecimento das instituições e do serviço público são premissas da atual gestão estadual. “O que hoje é uma ação diminuta será mais um enfrentamento mais amplo à corrupção”, analisou.


Nenhum comentário

Postar um comentário

Veja também
© Todos os Direitos Reservados