São João de Aroeras dia 23

Casinhas: Dê a sua nota ao Prefeito de Casinhas

Casinhas PE: Famílias Campos e Arraes participam de homenagem nesta segunda no Povoado do Diogo


Cerimônia religiosa ocorrerá na Igreja Nossa Senhora de Fátima, no Diogo, às 19h30, e relembrará o falecimento dos ex-governadores Eduardo Campos e Miguel Arraes
A viúva Renata Campos com os filhos João, Eduarda e o pequeno Miguel, ladeados pelo casal anfitrião, Walter Borges e Jane Farias, por ocasião de outra missa póstuma em homenagem ao ex-governador na comunidade do Diogo (Foto: Mário Andrade/Divulgação)
Blog Mais Casinhas

Familiares, amigos e autoridades políticas estarão presentes na próxima segunda-feira (14) na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na localidade do Diogo, no município de Casinhas, para relembrar o falecimento dos ex-governadores Eduardo Campos, que completa três anos neste domingo (13), e Miguel Arraes, morto no dia 13 de agosto de 2005. A missa solene está sendo organizada por um dos grandes amigos de Eduardo Campos aqui na região, o ex-vereador Walter Borges, que era carinhosamente chamado pelo líder socialista de "embaixador do Agreste".

Você também viu?
>> HOMENAGEM: Missa lembrará 3 anos da morte de Eduardo Campos no dia 14 de agosto em Casinhas
>> Ministra confirma presença na missa em memória de Eduardo e Arraes que será celebrada no dia 14 de agosto em Casinhas
>> MISSA: Homenagem a Eduardo e Arraes será abrilhantada com apresentação do Coral da Assembleia Legislativa de PE

Membros das famílias Campos e Arraes confirmaram presença na homenagem: a ministra do Tribunal de Contas da União (TCU), Ana Arraes, filha de Miguel e mãe de Eduardo, a viúva Renata Campos e o filho mais velho do casal, João Campos, atual chefe de gabinete do governador Paulo Câmara e considerado herdeiro político do pai. Outra presença também aguardada é a do irmão de Eduardo, o advogado Antônio Campos.

O deputado federal Danilo Cabral e o deputado estadual licenciado e atual secretário de Agricultura de Pernambuco, Nilton Mota, assim como várias autoridades políticas da região, a exemplo do prefeito de Casinhas, João Camêlo, da prefeita de Surubim, Ana Célia, do prefeito de Vertente do Lério, Renato Sales, do prefeito de Santa Maria do Cambucá, Alex Robevan, e da prefeita de Frei Miguelinho, Adriana Assunção, também já confirmaram presença na solenidade.

Na ocasião, o aclamado Coral Vozes de Pernambuco, formado por 34 servidores da Assembleia Legislativa de Pernambuco, vai abrilhantar com uma apresentação especial. Sob o comando da maestrina e cantora lírica Mônica Muniz, o grupo conta com um conjunto de sopranos, contraltos, tenores e baixos, proporcionando interpretações com notável versatilidade. No repertório eclético, as apresentações incluem diferentes estilos e músicas de compositores brasileiros, como Tim Maia, Luiz Gonzaga e Zé Kéti.

AMIZADE — Então governador de Pernambuco por dois mandatos consecutivos (2007-2014), Eduardo Campos chegou a visitar o ex-vereador de Casinhas, Walter Borges, em três ocasiões. Na última delas, veio exclusivamente para participar do batismo da sua filha, Joana Sofia, no dia 3 de julho de 2011. Na ocasião, Eduardo deixou de comparecer às homenagens ao ex-presidente Itamar Franco, que morrera um dia antes, vítima de leucemia, para ir de helicóptero até o Agreste.
Walter Borges, a esposa e os dois filhos com Eduardo Campos, sua esposa Renata e o deputado federal Danilo Cabral, durante a visita feita pelo então governador à sua residência  em julho de 2011 (Foto: Divulgação/Reprodução)
"Nunca imaginei receber o governador na minha casa. No domingo, no entanto, por volta das 12h30, o telefone tocou. Era ele, junto com Danilo Cabral, dizendo: 'Olha, a gente está indo comer a galinha na tua casa agora'. Chegaram às 12h50, saíram às 17h. Passaram a tarde aqui, acompanharam o batismo na igreja, almoçaram na minha casa. Foi uma tarde onde demos muitas risadas e ele atendeu todo mundo por aqui", contou Borges, em agosto de 2015, para um repórter da capital que contou a história de amizade dos dois numa reportagem especial sobre o primeiro ano da morte de Eduardo.

MORTE — Então candidato à presidência da República, o ex-governador Eduardo Campos morreu no dia 13 de agosto de 2014, aos 49 anos, após o avião no qual ele estava cair em Santos, no litoral de São Paulo. Campos faleceu no mesmo dia que seu avô, o também ex-governador Miguel Arraes, morto no ano de 2005. Foi sepultado em 17 de agosto de 2014 no Cemitério de Santo Amaro, no Recife, ao lado do túmulo do avô e do tio Carlos Augusto de Arraes.
Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS