São João de Aroeras dia 23

Casinhas: Dê a sua nota ao Prefeito de Casinhas

Mulher é encontrada morta em apartamento de bairro nobre no Recife


Mulher foi encontrada sem roupa e com um tiro na cabeça em apartamento de bairro nobre do Recife

Caso aconteceu em edifício no bairro do Rosarinho / Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
JC Online



Uma mulher foi encontrada morta em um apartamento no Rosarinho, bairro nobre do Recife, nesta quarta-feira (19). Gisely Kelly Tavares dos Santos, 37 anos, foi encontrada sem roupa, com um tiro na cabeça, dentro do banheiro. O caso aconteceu na Rua Amaro Coutinho, no início da manhã.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 9h e informou que o principal suspeito de ter cometido o crime é o empresário Wilson Campos de Almeida Neto, responsável por uma empresa de comércio e distribuição de produtos de higiene, na capital pernambucana. Informações preliminares da polícia dão conta de que o homem era recém divorciado e mantinha um relacionamento com a vítima, que era secretária dele.

Imagens das câmeras de segurança do edifício estão sendo utilizadas para auxiliar a investigação. De acordo com o chefe da Polícia Civil, Joselito do Amaral, dentro do apartamento, apesar da vítima viver lá há cerca de 6 meses, não foram encontrados documentos dela.

O homem é considerado foragido, embora a advogada do suspeito já tenha entrado em contato com a polícia. Ainda de madrugada, por volta das 3h, ele teria ligado para a prima avisando do crime que acabara de cometer. Posteriormente, ela avisou à polícia.

Detalhes

De acordo com o delegado Joselito, o casal estava junto há seis meses. Nessa terça-feira (18) foi aniversário de Gisely. Eles saíram para jantar e foram vistos entrando no apartamento por volta das 2h desta quarta. Meia hora depois, o suspeito saiu do prédio e não foi mais visto.

As imagens das câmeras mostram somente a entrada do casal no prédio e a saída apenas do homem. O corpo de Gisele foi encontrado despido, com um tiro na cabeça. Até o momento, a motivação do crime ainda é um mistério, já que a polícia não confirma alguma briga ou algo que pudesse preceder a ação criminosa.
Porte de arma

Ainda segundo a polícia, Wilson já foi alvo de um inquérito por um disparo acidental de arma de fogo em outro prédio, no bairro do Espinheiro. À época, o empresário possuía autorização para o porte da pistola, mas foi acionado pela polícia por conta do disparos em lugar impróprio.

Com o revólver apreendido, o empresário, conforme Joselito, adquiriu uma nova arma, que foi utilizada no crime da madrugada de hoje. Sobre essa, que não foi encontrada no local do crime, não foi especificado se ainda havia autorização para o porte.
Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS