São João de Aroeras dia 23

Desligamento do sinal analógico irá melhorar qualidade da conexão 4G


4G tem capacidade de atingir 100 megabits por segundo, diz empresa Seja Digital

Atualmente, velocidade da conexão 4G no Brasil consegue atingir máximo de 29,21 mgb/s, pouco mais da metade da conexão em Singapura, internet móvel mais veloz do mundo
Foto: Pixabay/Reprodução
Da editoria de economia

Após o desligamento do sinal analógico da televisão no Grande Recife, previsto para a próxima quarta-feira (26), o 4G poderá ter alcance até cinco vezes maior do que o atual, trazendo mais benefícios para os usuários. Segundo levantamento da entidade Seja Digital, responsável pela migração da TV no Brasil, cerca de 80% dos domicílios no Estado passaram a usar TV digital. É preciso alcançar 93% para o desligamento total.

Com a transição, a faixa de 700 MHz vai ficar vaga para 4G, onde o sinal se propaga melhor. Atualmente, o serviço já é transmitido na frequência 2,6 MHz. “A qualidade será melhor dentro das residências e nas regiões periféricas”, explica o presidente da Seja Digital, Antônio Carlos Martelletto.

A tecnologia Long Term Evolution (LTE) da conexão 4G foi desenvolvida para aumentar a velocidade do tráfego de dados móveis. No Brasil, a velocidade máxima atingida foi de 29,21 mgb/s, em junho deste ano, segundo a OpenSignal. Isso representa pouco mais da metade da velocidade em Cingapura, o País com 4G mais rápida, com 45,2 mgb/s. “A 4G tem capacidade de atingir até 100 megabits por segundo. Com a migração, se tornará mais rápida, vai complementar a frequência de 2,6 MHz”, diz o professor e coordenador do Laboratório de TV Digital da Universidade Presbiterian Mackenzie, Cristiano Akamine.



A migração do 4G para a faixa de frequência do sinal analógico não será automática. Cada operadora seguirá um cronograma. No Recife, apenas a TIM já ativou o serviço na faixa de 700 MHz. A empresa estima que aumentará a velocidade da transmissão de dados em até 3,5 vezes. Até o fim do mês, deve lançar o serviço de voz por 4G. “O serviço de voz vai consumir menos bateria do usuário e estabelecer a chamada em menor tempo”, diz o gerente de engenharia de rede da TIM Nordeste, Ageu Guerra.


A Vivo já ativou a rede 4G na frequência 700 MHz em Flores, no Sertão. Até o fim do ano, o serviço será levado a 12 cidades pernambucanas, entre elas Recife. Aqui, a Claro cobre 51 municípios com 4G e afirma que se o cronograma de desligamento não for afetado, a expansão seguirá como planejado. A operadora já trabalha com a tecnologia 4,5 G, que agrega várias faixas de frequência.


Já a Oi oferece o serviço em 12 cidades de Pernambuco, mas não poderá migrar para a faixa de 700 MHz, porque não comprou lotes no leilão da Anatel em 2014. A operadora informa que vai levar a tecnologia para 49 municípios do Estado até o fim deste ano.
Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS