São João de Aroeras dia 23

Surubim: Alunos do Colégio Marista organizam protesto contra a reforma da previdência


Centenas de pessoas participaram do protesto nas ruas do Centro da cidade (Imagem: Frame de vídeo/ Luiz Carlos Mota/ Surubim News)

Centenas de manifestantes saíram em caminhada pelas ruas de Surubim na tarde desta terça-feira (21), contra a reforma da previdência proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB). O protesto, organizado por estudantes, direção e funcionários do Colégio Marista, teve como principal objetivo alertar a sociedade para a possibilidade da extinção das atividades de filantropia existentes no país.

Caso seja aprovada, a medida afeta diretamente cerca de 900 estudantes do Colégio Marista, parte dos alunos do Colégio Nossa Senhora do Amparo e o Hospital São Luiz. Instituições filantrópicas como estas, desde a promulgação da Constituição Federal em 1988, são isentas do pagamento de contribuição ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

De acordo com dados do Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas (Fonif), o setor responde por apenas 2,87% do total da receita da previdência, mas retorna para a sociedade em serviços de assistência, saúde e educação um valor gerado da ordem de 600% a mais do que o arrecadado. Segundo a Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (Anec) para cada R$ 1 real de isenção retornam R$ 5,92 à sociedade.

Com faixas e discursos em carros de som, os manifestantes saíram do Pátio da Usina, passaram pela Prefeitura de Surubim e seguiram em direção ao Colégio Marista. A mobilização contou, com a solidariedade de alunos e professores de outras escolas, como a Severino Farias e o Colégio Nossa Senhora do Amparo e de entidades como o Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Muitos populares que apoiam a causa, também participaram do protesto.
Correio  do Agreste
Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário