São João de Aroeras dia 23

Prefeito de Chapecó chama diretoria do Inter de 'dirigentes pequenos'


Prefeito de Chapecó, Luciano Beligon (PSD), fez duras críticas à diretoria do Internacional, após o enterro do presidente

    

"É muito bom quando um clube grande tem dirigentes grandes", disse o prefeito de Chapecó
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

Ainda sob forte emoção e durante o enterro do amigo e presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (PSD), fez duras críticas à diretoria do Internacional, que ameaçou entrar na Justiça caso a partida entre Chapecoense e Atlético-MG não seja disputada na última rodada do Brasileirão. O Inter precisa da vitória, e de uma combinação de resultados, para escapar do rebaixamento.

Leia Também
Del Nero avisa à Chapecoense que time será campeão da Sul-Americana
Pai do lateral Alan Ruschel, da Chapecoense, conta que filho já está desentubado
Cid Moreira participa do velório da Chapecoense e emociona internautas
Homenagem ao Chapecoense segue na Arena Condá
"É muito bom quando um clube grande tem dirigentes grandes. O problema é quando um clube gigante tem dirigentes pequenos. O caso do Atlético Nacional é assim: um clube grande com dirigentes grandes. Diferente do Internacional que é um clube grande com dirigentes que... Bom, é melhor eu nem falar", comentou, após o enterro do presidente.

A revolta de Buligon está relacionada às últimas declarações do vice-presidente de futebol do time gaúcho, Fernando Carvalho. O dirigente do Inter já deu declarações dizendo que o adiamento de rodadas "vai ser prejudicial ao clube" e que o time estaria "vivendo uma tragédia particular". 

Uma das declarações mais fortes de Carvalho, e que mais incomodou torcedores e dirigentes da Chapecoense, foi dada durante entrevista à ESPN: "Já perdemos um campeonato no tapetão Então, o Inter tem todas as questões éticas para defender o caso. Isso vai ser tratado com o jurídico. Não tenho problema de ter a fama de usar o tapetão", avisou o dirigente, em alusão ao Brasileiro de 2005.

Caso de justiça
Os dirigentes do Inter já indicaram que podem entrar na Justiça caso o W.O. entre Chapecoense e Atlético-MG cause um efeito cascata - e outros times deixem de jogar a última rodada. Se o campeonato terminasse agora, o time gaúcho estaria rebaixado. 

Desde a tragédia, clubes de todo o mundo se manifestaram em solidariedade a Chapecoense. Times da Série A, inclusive, prometeram emprestar jogadores gratuitamente para o clube se reerguer na próxima temporada.
Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS