São João de Aroeras dia 23

MPF investiga beneficiários do Bolsa Família em cidades de PE

MPF investiga beneficiários do Bolsa Família em cidades do Sertão de PE
As suspeitas começaram depois de um cruzamento entre dados.
Todas as informações são divulgadas pelo projeto "Raio-X Bolsa-Família".
Do G1 Petrolina

O Ministério Público Federal (MPF) investiga beneficiários do programa do governo federal Bolsa Família que recebem o benefício sem atender aos requisitos do programa. As suspeitas começaram depois de um cruzamento entre dados disponibilizados pelo Portal da Transparência e por instituições públicas. No Sertão de Pernambuco beneficiários de várias cidades estão na lista de investigados.
Cerca de 870 mil beneficiários do programa são investigados em todo o país. Todas as informações são divulgadas pelo projeto "Raio-X Bolsa-Família", que tem o objetivo de identificar quem está recebendo o benefício indevidamente, sem necessidade ou sem preencher os requisitos exigidos.
Raio X do Bolsa Família (Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)
Raio X do Bolsa Família
(Foto: Reprodução/ TV Grande Rio)
Estas pessoas estariam com o perfil econômico bem acima do aceitável para a participação no programa. Em Petrolina são 2.166 recebedores suspeitos, uma soma de mais de R$ 7,2 milhões. Entre esses suspeitos, estão empresários e até servidores públicos.
Em Afrânio são 406 suspeitos, totalizando mais de R$ 1,5 milhão. Em Dormentes são 190 suspeitos e R$ 597.343,00. Em Lagoa Grande existem 366 suspeitos e a soma equivale a mais de R$ 1,5 milhão. Em Santa Maria da Boa Vista são 739 suspeitos com uma soma de mais de R$ 3 milhões.
De acordo com a procuradora da República, Polireda Madaly Bezerra de Medeiros, todos os benefícios considerados suspeitos passarão por uma epécie de revisão. “Esses benefícios serão triados, porque às vezes o próprio sistema já detecta esta irregularidade e já cancela. E destes que ainda estão ativos vão ser feitas visitas domiciliares pelos municípios pelas equipes de Assistência Social. Aí vão constatar ou não a irregularidade no benefício”, disse a procuradora.
Sobre essa investigação, a Prefeitura de Afrânio justificou que a falha estaria no sistema federal que aprova diretamente o cadastro e não remete à triagem da prefeitura. A Prefeitura de Dormentesinformou que os beneficiários podem ter passado informações erradas, mas que já encaminhou as respostas solicitadas pelo MPF.
A Prefeitura de Lagoa Grande explicou que as pessoas suspeitas já foram identificadas, algumas foram notificadas e a Secretaria de Assistência Social está solicitando o valor recebido indevidamente. A Prefeitura de Petrolina informou que está organizando as equipes para que eles possam verificar a realidade com visitas domiciliares. Não foi possível contato com a Prefeitura de Santa Maria da Boa Vista.
Reacções:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

AO VIVO SÃO JOÃO DE AROERIAS